Os falsos mitos do 15 de março

É direito assegurado na Constituição a livre manifestação de qualquer cidadão brasileiro. Como também é assegurado o direito de formar e participar de grupos e, a partir destes, organizar manifestações. O fato não é este. Mas o que importa aos bolsonaristas, tanto quanto aos petistas, é a narrativa, não a verdade.
A verdade é que ninguém é contra as manifestações de março, seja as do dia 15 ou as do dia 18. A verdade é que um presidente da república não pode convocar ou participar de convocações de manifestações contra quem quer que seja.
Bolsonaro não entendeu - ou faz que não entendeu - o seu papel como presidente: que foi eleito como presidente de TODOS os brasileiros, não apenas dos 58 milhões que nele votaram.
Mas segue fazendo o jogo para agradar sua claque.
Dito isto, reitero ser totalmente a favor do veto 52. É inadmissível que apenas um deputado tenha o poder para gerir parte vultosa do orçamento. Cabe ao congresso discutir, debater, emendar ou excluir itens do orçamento, bem como o de fiscalizar sua aplicação. Mas em momento algum de ser o gestor do orçamento.
Felipe Moura Brasil faz um esclarecimento didático sobre estas falácias todas, colocando todos os pindos nos "is". Busca no Google e assista ao seu video. Vale muito a pena.