A Farsa do Voto Nulo – não embarque nessa

Já publiquei este artigo e 
volto a publicar 
porque muitas pessoas estão sendo induzidas ao erro. Votar NULO como protesto tudo bem, cada um pense e aja como desejar, mas dizer que votar NULO anulará a eleição é um grande erro.

Neste período eleitoral volta a tona a campanha pelo VOTO NULO, afirmando que “se mais da metade dos eleitores anularem seus votos a eleição será anulada”.A afirmação é tão falsa quanto uma nota de 3 reais. Não tem qualquer consistência.A Legislação Eleitoral em vigor deixa bem claro, como segue abaixo:

LEI Nº 9.504 de 30 de setembro de 1997:
Art. 2º Será considerado eleito o candidato a Presidente ou a Governador que obtiver a maioria absoluta de votos, não computados os em branco e os nulos.
§ 1º Se nenhum candidato alcançar maioria absoluta na primeira votação, far-se-á nova eleição no último domingo de outubro, concorrendo os dois candidatos mais votados, e considerando-se eleito o que obtiver a maioria dos votos válidos.
§ 2º Se, antes de realizado o segundo turno, ocorrer morte, desistência ou impedimento legal de candidato, convocar-se-á, dentre os remanescentes, o de maior votação.
§ 3º Se, na hipótese dos parágrafos anteriores, remanescer em segundo lugar mais de um candidato com a mesma votação, qualificar-se-á o mais idoso.

Art. 3º Será considerado eleito Prefeito o candidato que obtiver a maioria dos votos, não computados os em branco e os nulos.
§ 2º Nos Municípios com mais de duzentos mil eleitores, aplicar-se-ão as regras estabelecidas nos §§ 1º a 3º do artigo anterior.

Ou seja, qualquer candidato será eleito com maioria absoluta dos VOTOS VÁLIDOS, descontados BRANCOS E NULOS. Sequer a abstenção de mais de 50% anulará o pleito. Apenas, e tão somente, o pleito será anulado se forem constatadas FRAUDES em mais de 50% das urnas apuradas. Está na LEI, é só ler. E porque então surgem estas campanhas? Bem simples. Associe às pesquisas e tire suas conclusões. Quem mais se beneficia com grande abstenção, com grande quantidade de votos nulos ou brancos? Se, num universo de mais de 90 milhões de eleitores aptos, apenas 20 milhões votarem nos candidatos majoritários, será vencedor aquele que obtiver 11 milhões de votos. Simples. Você pode discordar, você pode não estar satisfeito com isto. Mas é a Lei
em vigor. Já ouviu falar no Voto útil? Pois é, um e outro fazem parte do mesmo esquema.Também desejaria que tivessemos outra forma de manifestar nosso protesto. Para isto temos que mudar a Lei e para mudar a Lei, temos que eleger representantes ao Poder Legislativo que se compromentam com tais mudanças. Portanto, estamos num brete: se correr o bicho pega, se parar o bicho come. Não temos alternativa. Temos que fazer uma escolha. E nossa escolha deve se basear naquilo que queremos para o nosso futuro, de nossos filhos. Devemos escolher um projeto de pais,  em qual país desejamos viver nos próximos anos.
Agora, podemos sim fazer uma limpeza de 100%, votando e elegendo quem nunca teve mandato. Estaremos mandando um recado para aqueles que estão há 20 ou mais anos no poder e também para os novatos.
Penso que a mudança começa por ai.